Portugal 2030

No último mês de Julho, o Conselho Europeu aprovou um Quadro Financeiro Plurianual (QFP) para 2021-2027 de 1,074 biliões de euros e um Fundo de Recuperação de 750 mil milhões para fazer face à crise gerada pela Covid-19.

Entre os dois, Portugal deverá arrecadar cerca de 45 mil milhões de euros em subvenções no período de 2021 a 2029.

2030

Portugal entregou no passado dia 15 de Outubro a versão preliminar do Plano de Recuperação e Resiliência à presidente da Comissão Europeia e no dia 29 de Outubro o Conselho de Ministros aprovou a Estratégia Portugal 2030 e os princípios orientadores para a aplicação dos fundos europeus da política de coesão para 2021-2027.

 

Estes 2 planos estarão estruturados em três grandes dimensões: a resiliência, a transição climática e a transição digital, perspectivando-se o financiamento de despesas não recorrentes que proporcionem resiliência económica e social, sustentabilidade, competitividade de longo prazo e emprego, designadamente:

 

  • Capital humano (educação, formação, saúde, etc.)
  • Capital fixo (infra-estrutura, I&D, etc.)
  • Capital natural (energia renovável, protecção e restauração do meio ambiente, mitigação ou adaptação às mudanças climáticas, etc.)